JOGOS E BRINCADEIRAS DAS TRIBOS AFRICANAS

Consciência Negra


Blog de reiel : Jogos e Brincadeiras, JOGOS E BRINCADEIRAS DAS TRIBOS AFRICANAS

 

*Paty Fonte

Apesar de a população negra constituir grande parte da sociedade brasileira, somente a partir da Lei nº 10.639 de 2003 que tornou obrigatório o ensino da História da África e dos afro-brasileiros no Ensino Fundamental e Médio, as escolas ampliaram a reflexão e discussão sobre o papel e a posição do negro em nossa sociedade.

Há necessidade de conscientizar acerca das práticas e representações que configuram o racismo, apresentando aos alunos a verdadeira história e  tradição do povo negro no Brasil, de maneira íntegra, sem estereótipos que distorcem e não retratam fielmente a trajetória dos descendentes de africanos, sem mensagens subliminares que consolidam uma sociedade racista e excludente.

Assim sendo, ao elaborar um projeto sobre Cultura Negra deve-se pensar em atividades que possibilitem aproximar nossos alunos da riqueza cultural afro-brasileira, aprofundando o estudo das fortes raízes culturais africanas, visando elevar a autoestima da criança negra e sua percepção e atuação sobre si mesma e seu lugar no mundo.  

Desde a mais tenra idade deve-se trabalhar o assunto, privilegiando a questão da identidade, do respeito à diversidade e da autoaceitação. Toda a comunidade escolar deve estar inserida no projeto e não apenas os afro-descendentes, de forma em que fique claro que conhecer as variadas culturas é essencial, despertando na criança o respeito pelas outras pessoas independentemente da raça. Para tal, é fundamental divulgar o lado positivo da história negra, não apenas as questões de escravidão, miséria e sofrimento, proporcionando situações didáticas centradas em dinâmicas, vivências, ações e reflexões, no estímulo a criticidade e na resolução de problemas que possibilitem aos alunos a pensarem na questão de forma ética.
     

A Pedagogia de Projetos visa transformar o espaço escolar em um espaço vivo de interações, aberto ao real e às suas múltiplas dimensões. O status de igualdade será conseguido quando o professor estiver atento para contemplar alunos negros e brancos, democraticamente, nas pequenas atividades do dia a dia, através do que chamamos instrumentos ou ferramentas pedagógicas. Contar histórias em que apareçam crianças negras como protagonistas vivendo situações cotidianas, buscar epopéias de povos africanos com seus heróis e suas sagas, procurar imagens de famílias negras, profissionais negros, políticos, escritores, cientistas negros para estar lado a lado dos brancos já colocados nos murais e estudos escolares – eis alguns procedimentos que podem ser adotados.

Sugestões de Jogos

Blog de reiel : Jogos e Brincadeiras, JOGOS E BRINCADEIRAS DAS TRIBOS AFRICANAS

kebeto

Este jogo é jogado com pelo menos 4 crianças que formam um círculo. Uma criança é escolhida para ser o passador do cinto. O passador do cinto é o que esconde ele, atrás de outra criança no círculo. O transeunte cinto tem que fazer isso discretamente de modo que ele ou ela não é detectada. Se o cinto de passer é pego, a criança que o cinto foi colocada atrás tenta correr atrás do passador de cinto. Como o jogo "Duck-pato ganso", o transeunte cinto tem que fazer de volta para um local aberto no círculo antes que ele seja capturado.

Kukulu

Antes do game começar, um lugar deve ser escolhido para ser a base principal do jogo. Este lugar é chamado de Mariam. De seis a quinze crianças pode jogar este jogo. Este jogo é muito parecido com a versão americana de esconde-esconde. Antes do jogo começar, uma pessoa é escolhida para dizer "Kukulu". Quando a criança diz Kukulu no local escolhido (Mariam), as outras crianças para esconder uma certa quantidade de tempo. Depois que a criança explora escolhido para as crianças escondidas os meninos e meninas tentar correr de volta para a Mariam sem ser pego pelo o escolhido. Aqueles que não são apanhados são os vencedores.

 

Shisima (Quênia)

Duração: 25 minutos

Material: tesoura, emborrachado (Eva), canetinha e tapinha de garrafa pet

Local: quadra ou pátio             

Para dar início às atividades, o(a) professor(a) poderá trabalhar com o jogo Shisima, um jogo de tabuleiro originário do Quênia. Para confeccionar o tabuleiro do jogo será preciso utilizar um retalho de emborrachado (EVA) de aproximadamente 20cmx20cm e desenhar um octógono de 15 cm de diâmetro (Figura 1). As peças podem ser feitas de tampinhas de garrafa pet e cada jogador terá 3 peças de mesma cor. Para começar, os jogadores tiram par ou ímpar. Na disposição inicial, as peças ficam no tabuleiro como indicado na figura 1 / peças. O jogador que iniciar a partida poderá movimentar sua peça pelo tabuleiro até a aresta mais próxima que estiver vazia, sem pular qualquer outra peça. O objetivo do jogo é posicionar as três peças alinhadas como se pode ver nas situações (a,b,c,d) onde o jogador de vermelho venceu as partidas.

Blog de reiel : Jogos e Brincadeiras, JOGOS E BRINCADEIRAS DAS TRIBOS AFRICANAS

 

Labirinto (Moçambique)

Duração: 25 minutos

Material: giz

Local: quadra ou pátio             

A brincadeira do Labirinto (Figura 2) é originária de Moçambique e possui uma dinâmica simples e interessante. Para começar é preciso que se faça um desenho do labirinto no chão (a). Os jogadores iniciam o jogo na primeira extremidade do desenho (b). Para seguir em frente tira-se par ou ímpar repetidas vezes. Toda vez que um jogador ganhar ele segue para a extremidade à frente. O jogador que chegar na última extremidade primeiro (d), vence a partida.   Sugestões de variação: - Ao invés de tirar par ou ímpar para seguir em frente os jogadores poderão utilizar o pedra, papel e tesoura. - Pode-se jogador com mais de duas crianças, mas para isso é preciso mudar a disputa de par ou ímpar para adedanha.

Blog de reiel : Jogos e Brincadeiras, JOGOS E BRINCADEIRAS DAS TRIBOS AFRICANAS

 

 

Mankala

Duração: 25 minutos

Material: caixa de ovos, tesoura e feijões

Local: quadra ou pátio        

Jogo da Mancala é um milenar jogo africano que pode ser encontrado em diferentes países do continente. Seu nome, bem como suas regras, podem variar de um local para o outro, mas a dinâmica é sempre a mesma. Inspirado nas tarefas agrícolas de semeadura e colheita o jogo da Mancala se revela como um jogo estratégico e inteligente. Para confeccionar seu tabuleiro com materiais simples (Figura 3), basta utilizar um caixa de ovos e recortar duas fileiras com 6 cavas cada. As regras básicas são as seguintes (Figura 4): cada jogador iniciará a partida com 24 feijões distribuídos igualmente pelas suas 6 cavas (A). Para decidir quem iniciará a partida os jogadores deverão tirar par ou ímpar. O jogador que iniciar deverá tirar os 4 feijões de sua cava e distribuir (semear) no sentido anti-horário nas cavas ao lado. No entanto, é preciso que pelo menos um de seus feijões seja semeado em uma cava do adversário. Sendo assim, para dar início à partida o jogador obrigatoriamente terá que optar por semear os feijões das cavas IV, V ou VI. No exemplo da Figura 4 o jogador 1 optou por começar com os feijões da cava IV e semeou 1 feijão em suas cavas V e VI e nas cavas I e II do adversário. Todas as vezes que um jogador distribui suas sementes e termina a semeadura completando 2 ou 3 feijões ele pega (colhe) estes feijões pra si. Se houver pares ou trios de feijões nas cavas imediatamente atrás daquela, também terá o direito de colhê-los. Na jogada (E) o jogador 2 distribuiu os 5 feijões de sua cava V e terminou a semeadura na cava IV do adversário com 2 feijões. Com isso, ele teve o direito de colher estes 2 feijões. Um jogador pode colher feijões tanto nas suas cavas quanto na cava do adversário. No entanto, toda vez que for fazer a semeadura deve começar utilizando feijões de sua própria cava. O jogo termina quando um jogador não tiver feijões suficientes para semear até a cava do adversário. Nesse momento, contam-se os feijões que cada um colheu e aquele que tiver colhido o maior número de feijões ganhou o jogo.

Blog de reiel : Jogos e Brincadeiras, JOGOS E BRINCADEIRAS DAS TRIBOS AFRICANAS


 

 

Referências:

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=22256

 

domingo 27 novembro 2011 14:20



20 comentário(s)

  • Edenis mailto Qui 23 Out 2014 03:05
    é uma ótima ideia socializar essas brincadeiras, o que contribui no maior conhecimento da cultura dos africanos. Parabéns!
  • carla mailto Seg 20 Out 2014 22:56
    n tem nem uma brincadeira que seja de 2 pessoas e seja na sala de aula ajuda pfpfppfpfpfppfpf
  • enzo Sáb 13 Set 2014 19:23
    Muito bom tambeme me ajudou com trabalho do colégio
  • njhewdhdi mailto Sex 01 Ago 2014 21:30
    obrigado esse jogos me ajudaram no meu trabalho do colejo :}
  • gsrgw mailto Qua 11 Jun 2014 15:37
  • jabez mailto Qui 10 Abr 2014 16:15
    e muito legal kkkkkkkkkkkkkkkkkk
  • rafaela de oliveira mailto Ter 25 Mar 2014 00:35
    chato nao consigi brincar
  • regianecanjica@hotmail.c mailto Qui 21 Nov 2013 19:06
    adorrerei foi muito responça
  • TAYNARA mailto Qua 20 Nov 2013 11:37
    EU ACHO ESSA BRICADEIRAS MUITO BOA
  • Djembe Seg 21 Out 2013 15:25
    Dsculpe por chingar foi meu irmao


Seu comentário :

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (54.166.15.152) para se identificar     



Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para reiel

Precisa estar conectado para adicionar reiel para os seus amigos

 
Criar um blog